APARTAMENTO É INTEGRADO E PENSADO PARA RECEBER AMIGOS E COZINHAR
06
DEZ

APARTAMENTO É INTEGRADO E PENSADO PARA RECEBER AMIGOS E COZINHAR

Em uma nova etapa de sua vida, a médica Ana Paula resolveu adaptar o seu apartamento de 110 m² na Vila Mariana, em São Paulo, às suas necessidades. Para isso, precisava de praticidade e modernidade, e contou com a arquiteta Nádia Manssur, do escritório Manore Arquitetura, que deu conta do recado, integrando os ambientes e utilizando materiais clássicos, que facilitam na hora da limpeza e com preço acessível.

“A ideia da moradora era aproveitar melhor os espaços, principalmente a cozinha, que tinha uma área enorme, desproporcional à área social do apartamento”, conta a arquiteta. Ana Paula também solicitou uma reforma nos quartos dos filhos, Juju de 13 anos e Leo de 16, já que os espaços ainda estavam com décor um pouco infantil para os pré-adolescentes. A lavanderia e o quarto de funcionários foram reduzidos, possibilitando a construção de um banheiro para a menina.

Para trazer maior aconchego, a parede da cozinha foi inteira demolida, integrando sala de TV e estar. Uma grande bancada de cimento queimado separou sutilmente os ambientes e otimizou o espaço, pois as refeições podem ser feitas nela. “Agora, metade do apartamento se tornou área de convivência entre os membros da família. É um apartamento pensado para receber os amigos e cozinhar”, conta a profissional.

Materiais acessíveis foram selecionados, portanto, a laca foi eliminada do projeto. A arquiteta abusou do cimento queimado e da madeira, além de métodos que não fizessem “muita sujeira e quebradeira”, como a iluminação por meio de conduítes aparentes e spots.

Os móveis em tons neutros permitiram abusar das cores e texturas: tapete listrado, almofadas coloridas e banquetas na cor bordô são as peças-chaves do décor.

Fonte: http://revistacasaejardim.globo.com